Museu Berardo



"Tinta nos Nervos" e " MappaMundi"

"...os artistas apresentados nesta secção pedem-nos que abandonemos os nossos hábitos, que esqueçamos a legenda do mapa para entrarmos melhor no mundo dos contos e das lendas. É preciso deixarmo-nos perder no oceano inquietante ou nos cumes improváveis, reencontrar um olhar sobre mapas que não estão nem no imperativo nem no indicativo, mas que têm um valor condicional, como as crianças que começam as suas brincadeiras por «Agora eu era...». "

( texto relativo à exposição MappaMundi, secção 4, Sonhar )

Sem comentários:

Enviar um comentário